Veja o Cronograma de Apresentação Completo


Modalidade:
Área:
Autores:
Palavra-Chave:


 2156 Resumo encontrados. Mostrando de 1 a 10


FC001 - Fórum Científico
Área: 1 - Cirurgia bucomaxilofacial

Apresentação: 08/09 - Horário: 08h00 às 11h30 - Sala: Sala Carvalho I

Meio condicionado por células-tronco editadas geneticamente para superexpressar BMP-9 tem alto potencial osteogênico
Tótoli GGC, Calixto RD, Souza PG, Oliveira FS, Rosa AL, Beloti MM, Freitas GP
Odontologia UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - RIBEIRÃO PRETO
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Células-tronco mesenquimais (MSCs) têm sido alvo de investigações no tratamento de defeitos ósseos, incluindo a edição gênica para aumento da expressão de proteínas osteogênicas. O objetivo desse estudo foi avaliar o efeito do meio condicionado (MC) por MSCs editadas geneticamente por CRISPR-Cas9 para superexpressar proteína morfogenética óssea 9 (BMP-9) sobre cultura primária de MSCs. MCs foram obtidos de MSCs não editadas (MC-MSCs) e de MSCs editadas (MC-MSCVPR - controle da edição gênica - e MC-MSCsBMP-9). A superexpressão de BMP-9 foi confirmada por PCR em tempo real e ELISA. O efeito dos MCs foi avaliado por ensaio de migração celular, atividade da fosfatase alcalina (ALP) in situ e expressão proteica de marcadores osteoblásticos por western blotting. Em 48 e 96 horas houve aumento da migração celular para todos os grupos quando comparados ao tempo inicial avaliado (p < 0.0001), porém, não se observou diferenças estatisticamente significantes relacionadas aos MCs (p > 0.05). Aos 7 dias, a atividade de ALP in situ foi maior em MSCs crescidas em MC-MSCBMP-9 do que em MC-MSCs e MC-MSCVPR (p = 0.0002). O mesmo foi observado em 5 dias para a expressão proteica de RUNX2 (p = 0.0008), ALP (p = 0.0002) e em 10 dias para OPN (p = 0.0003).

O meio condicionado por MSCs editadas geneticamente para superexpressar BMP-9 tem alto potencial osteogênico, podendo ser um agente terapêutico promissor para o reparo de defeitos ósseos.

(Apoio: FAPESP  N° 2020/06599-5)
FC002 - Fórum Científico
Área: 1 - Cirurgia bucomaxilofacial

Apresentação: 08/09 - Horário: 08h00 às 11h30 - Sala: Sala Carvalho I

Efeitos da hipóxia em células tronco mesenquimais sobre-expressando BMP-9
Paz JERM, Freitas GP, Calixto RD, Ramos JIR, Beloti MM, Rosa AL
Cirurgia e Traumatologia BMF UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - RIBEIRÃO PRETO
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo desse estudo foi avaliar in vitro o efeito da hipóxia em MSC imortalizadas e sobreexpressando BMP-9 (iMSC-BMP-9) por CRISPR e do meio condicionado (MC) por elas na proliferação e migração de MSC da medula óssea (MSC-MO), que participam da regeneração óssea. Hipóxia foi induzida por CoCl2 (0, 10, 20, 40 e 50 uM por 3 dias) para determinar a dose mais eficaz em manter a viabilidade celular e aumentar a expressão proteica do fator induzido por hipóxia 1 alfa (HIF-1alfa). Após a hipóxia, iMSC-BMP-9 foram cultivadas por 4 horas sem hipóxia e ausência de soro fetal bovino para avaliar a expressão gênica dos alvos da hipóxia e obter MC, cujo efeito na proliferação e migração de MSC-MO foi avaliado. Todos os controles foram iMSC-BMP-9 não submetidas à hipóxia. Nenhuma concentração de CoCl2 afetou a viabilidade de iMSC-BMP-9, mas 40 uM aumentou a expressão de HIF-1alfa (p=0,001) e, mesmo 4 horas sem CoCl2, a expressão de seus genes alvo Vegfa e Glut. O MC não afetou a proliferação de iMSC-MO, mas estimulou a sua migração (p=0,009).

Condicionar iMSC-BMP-9 por hipóxia pode aumentar seu potencial de regenerar tecido ósseo por estimular a migração de MSC.

(Apoio: CAPES)
FC003 - Fórum Científico
Área: 1 - Cirurgia bucomaxilofacial

Apresentação: 08/09 - Horário: 08h00 às 11h30 - Sala: Sala Carvalho I

Influência do sexo e polimorfismos do gene FKBP5 na percepção da qualidade de vida em pacientes com deformidade dentofacial
Zaroni FM, Azeredo WM, Machado RA, Coletta R, Klüppel LE, Rebellato NLB, Costa DJ, Scariot R
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Este estudo observacional transversal teve como objetivo avaliar fatores associados à percepção da Qualidade de Vida (QV) em pacientes submetidos à cirurgia ortognática. Foram avaliados 91 participantes, entre 18 e 64 anos, de duas universidades de Curitiba/PR, durante um período de 18 meses. A percepção de QV dos pacientes foi avaliada por meio do Orthognathic Quality of Life Questionnaire (OQLQ). Dados dos participantes, como idade e sexo, também foram registrados. O perfil facial foi classificado em I, II e III, e assimetria facial foi considerada quando o paciente apresentava um desvio igual ou superior a 4mm da linha média da mandíbula em relação à linha média da maxila. O DNA foi coletado de células da mucosa oral. Marcadores rs3800373 e rs1360780 para o gene FKBP Prolil Isomerase 5 (FKBP5) foram genotipados. Os dados foram submetidos a análise estatística, com nível de significância de 5%. Observou-se que as mulheres tiveram impacto negativo na percepção geral da QV (p = 0,019). Além disso, elas tiveram impacto negativo na percepção da QV nos domínios "Função Oral" (p = 0,032) e "Consciência da deformidade" (p = 0,009). No modelo dominante (CC/CT), indivíduos com pelo menos um alelo C para o marcador rs1360780 tiveram impacto negativo na QV no domínio "Estética facial" (p = 0,037).

As mulheres com deformidade dentofacial tiveram um impacto negativo na percepção da QV em relação aos homens. Indivíduos com o genótipo CC/CT tiveram impacto negativo na QV quando comparados aos indivíduos com o genótipo TT.

(Apoio: CNPq)
FC004 - Fórum Científico
Área: 1 - Anatomia

Apresentação: 08/09 - Horário: 08h00 às 11h30 - Sala: Sala Carvalho I

Características imaginológicas da sela túrcica no hipoparatireoidismo e hiperparatireoidismo primário: estudo observacional
Mesquita LV, Ribeiro TR, Ribeiro EC, Gurgel ML, Silva PGB, Quidute ARP, D'alva CB, Costa FWG
Odontologia UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O presente estudo investigou características imaginológicas da sela túrcica (ST) em pacientes com hipoparatireoidismo (hipoPT) e hiperparatireoidismo primário (HPTP) comparadas às de indivíduos controle. Foi realizado um estudo transversal que incluiu pacientes diagnosticados com hipoPT (n=25) e HPTP (n=25) de um serviço de referência em Endocrinologia do estado do Ceará, bem como indivíduos controle (n=50). Telerradiografias em norma lateral foram utilizadas para avaliar parâmetros morfológicos e morfométricos da ST. No grupo hipoPT, a morfologia da ST mais frequentes foi formato piramidal (48%) e irregularidade no dorso selar no grupo HPTP (36%), sendo estas estatisticamente significantes (p<0,001 e p=0,043, respectivamente). A altura exibiu menor média para os indivíduos com endocrinopatias, seja hipoPT ou HPTP, em comparação ao grupo controle (p=0,022). Na análise de correlação, no grupo hipoPT, houve correlação entre o valor do T-score de coluna lombar com altura (r=0,608; p=0,010) e área (r=0,591; p=0,016) da ST, bem como entre o ângulo SNB e altura (r= -0,452; p=0,027) e diâmetro (r= -0,428; p=0,037) da ST. Para o grupo HPTP, houve correlação entre comprimento da ST e T-score de colo femoral (r= -0,449; p=0,036), ângulos SNA (r= -0,454; p=0,023) e ANB (R= -0,412; p=0,041).

Indivíduos com hipoPT e HPTP exibiram aspectos imaginológicos diferentes em comparação ao grupo controle, ressaltando a importância de estudos que explorem a interface odontologia e endocrinologia.

(Apoio: CNPq  N° 315479/2021-3)
FC005 - Fórum Científico
Área: 2 - Terapia endodôntica

Apresentação: 08/09 - Horário: 08h00 às 11h30 - Sala: Sala Carvalho I

Uso complementar da XP-endo Finisher em dor pós-operatória e no reparo periapical em dentes posteriores: ensaio clínico randomizado
Oliveira LSJ, Figueiredo FED, Corrêa MB, Faria-E-silva AL
ODONTOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Este estudo avaliou o efeito do uso complementar da XP-endo Finisher no tratamento endodôntico em dentes posteriores sobre dor pós-operatória e reparo de lesões periapicais. Noventa e dois dentes posteriores com necrose pulpar e periodontite apical > 2 mm de diâmetro foram instrumentados com uma única lima reciprocante seguido ou não pela instrumentação adicional com XP-endo Finisher. A dor pós-operatória foi avaliada por até sete dias após o tratamento. A regressão da lesão apical foi avaliada usando o índice PAI após 6 e 12 meses. Os dados referentes à incidência de dor pós-operatória e uso de analgésico foram analisados por meio da análise do teste qui-quadrado. Para risco de dor, o odds ratio foi através de regressão logística (α = 0,05). Os dados referentes a reparo periapical foram analisados, tanto por intenção de tratar e por protocolo, através do teste-T. Não houve diferença entre as intervenções em relação ao risco e nível de dor pós-operatória. Aproximadamente 50% dos participantes apresentou alguma dor pós-operatória nas primeiras 24h e essa incidência reduziu para cerca de 20% após 72 horas. O uso da XP-endo Finisher não afetou também a necessidade de uso de analgésicos (cerca de 25% dos participantes fizeram uso). Ambos os protocolos resultaram em reparo semelhante da lesão apical. A taxa de sucesso dos tratamentos endodônticos variou de 67% a 71% após 12 meses de acompanhamento.

O uso complementar da lima XP-endo Finisher não afetou a incidência ou nível de dor pós-operatória e o reparo de lesões periapicais em dentes posteriores.

(Apoio: CAPES  N° 001)
FC006 - Fórum Científico
Área: 3 - Fisiologia / Bioquimica / Farmacologia

Apresentação: 08/09 - Horário: 13h00 às 17h30 - Sala: Sala Carvalho I

Inibição da enzima epóxi hidrolase solúvel induz a produção de mediadores pró-resolutivos especializados e plasticidade de macrófagos
Abdalla HB, Rivas CA, Hammock BD, Maddipati KR, Clemente-Napimoga JT, Kantarci A, Napimoga MH, Van Dyke TE
FACULDADE DE ODONTOLOGIA SÃO LEOPOLDO MANDIC
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Os ácidos graxos epóxi são mediadores lipídicos resolutivos que são rapidamente inativados pela enzima epóxi hidrolase solúvel (sEH). Desordens inflamatórias crônicas falham na ativação de vias regulatórias endógenas, incluindo a síntese dos mediadores pró-resolutivos especializados (SPMs). O objetivo deste trabalho foi elucidar o impacto da inibição da sEH na produção de SPMs e explorar o impacto no perfil de macrófagos resolutivos na periodontite experimental. Para isto, camundongos foram tratados previamente a colocação de ligaduras para indução da periodontite experimental. Amostras gengivais foram utilizadas para avaliar a expressão de receptores de SPMs e mediadores inflamatórios. Perda óssea alveolar foi quantificado por µCT e azul de metileno. Metabolipidomica foi realizada para identificação dos níveis de SPMs. O fenótipo de macrófagos foi determinado in vivo e in vitro por citometria de fluxo e RT-qPCR. A inibição da sEH bloqueia a reabsorção óssea e reduz citocinas inflamatórias na periodontite experimental. Análise lipidômica revelou que a inibição da sEH aumenta os níveis de LXA4, RvE1, RvE2, e 4-HDoHE, concomitante com o aumento dos receptores de SPMs, LTB4R1, CMKLR1/ChemR23 e ALX/FPR2. Notavelmente, houve um impacto na plasticidade dos macrófagos favorecendo seu perfil resolutivo com a inibição da sEH, tanto in vivo como in vitro.

Em conclusão, a inibição da sEH impacta positivamente a síntese de SPMs associado com macrófagos resolutivos, sugerindo um potencial alvo para controle de condições inflamatórias osteolíticas.

(Apoio: FAPs - FAPESP  N° 2019/22645-0  |  FAPs - FAPESP  N° 2017/22334-9)
FC007 - Fórum Científico
Área: 4 - Odontopediatria

Apresentação: 08/09 - Horário: 13h00 às 17h30 - Sala: Sala Carvalho I

Alfabetismo em Saúde Bucal: autorrelato da saúde bucal de pais e pré-escolares, e condição socioeconômica das famílias
Martins LP, Bittencourt JM, Pordeus IA, Bendo CB, Paiva SM
Saúde Bucal da Criança e do Adolescente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo do estudo foi avaliar a associação entre alfabetismo em saúde bucal (ASB) dos pais/responsáveis com estado de saúde bucal autorrelatado pelos pais, proxy-relatado de seus filhos pelos pais e indicadores socioeconômicos. Foi realizado um estudo transversal representativo com 449 pares de pais/responsáveis e crianças (4-6 anos), de Ribeirão das Neves, Brasil. Os pais/responsáveis responderam à versão brasileira do Hong Kong Oral Health Literacy Assessment Task for Paediatric Dentistry (BOHLAT-P), e questões sobre percepção em saúde bucal e condição socioeconômica. Os dados foram analisados por Regressão de Poisson com abordagem hierárquica (p<0,05). Do total de participantes (449), 75,9% possuíam renda familiar ≤2 salários-mínimos e 27,6% recebiam auxilio do governo federal, 66,0% dos pais avaliaram a saúde bucal do filho como ruim e 42,0% consideravam sua própria saúde bucal como ruim. O modelo múltiplo final, totalmente ajustado pelas variáveis de todos os blocos no modelo hierárquico (p<0,05), demonstrou que famílias que possuíam renda familiar >2 salários-mínimos apresentavam 6% maiores scores de ASB do que aquelas com menor renda familiar (95%IC=1,02-1,10). Famílias que não recebiam auxílio público apresentavam 9% maiores scores do ASB do que aqueles que recebiam tal auxílio (95%IC=1,03-1,14).

Conclui-se que o ASB dos pais/responsáveis, ou seja, sua capacidade de compreender informações básicas e fazer escolhas adequadas em saúde bucal, foi influenciado diretamente pelas condições socioeconômicas da família.

(Apoio: CAPES  |  CNPq  |  FAPEMIG)
FC008 - Fórum Científico
Área: 4 - Odontopediatria

Apresentação: 08/09 - Horário: 13h00 às 17h30 - Sala: Sala Carvalho I

Cimento de Ionômero de Vidro Pó-Líquido (PL) ou Encapsulado (ENC)? - Análise Econômica de um Estudo Clínico Randomizado (ECR)
Oliveira RC, Pontes LRA, Tedesco TK, Passaro AL, Rodrigues LGS, Braga MM, Mendes FM, Raggio DP
Ortodontia e Odontopediatria UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - SÃO PAULO
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Este trabalho relata o desfecho secundário (análise econômica) de um ECR (NCT02274142), que avaliou a sobrevida de restaurações oclusais (O) e oclusoproximais (OP) em molares decíduos realizadas com cimento de ionômero de vidro (CIV) em diferentes versões - PL (Fuji IX, GC) e ENC (Equia, GC). A coleta dos dados referentes ao custo dos procedimentos foi realizada durante (tempo de procedimento) e imediatamente após a realização das restaurações (materiais utilizados). Todos os operadores do ECR foram treinados, entretanto não foram considerados custos de treinamento. Para valoração dos recursos, utilizou-se a estratégia de microcusteio com um repositório de valores atualizável. Foi utilizada Regressão quantílica com erro ajustado por bootstraping para comparação entre os grupos. Análises de subgrupo foram realizadas considerando cavidades O e OP. O custo do tratamento (em reais) com material ENC foi maior que o realizado com o material PL (Coeficiente=25,7; 95%IC: 23,4-26,0) - p<0,001). A diferença no tempo dos tratamentos entre os grupos foi, em média, de 5 minutos ENC - 23 min (20 a 26min) e PL - 17min (15 a 19min). Para as cavidades OP, o custo do CIV ENC é 2,3 vezes maior (PL: 20,30; 95%IC: 17,70-22,91; ENC: 45,94; 95%IC:42,66-49,21). Para cavidades O a diferença é 4,2 vezes maior (PL: 8,52; 95%IC: 8,07-8.98; ENC: 33,77; 95%IC: 32,18-35,36). Em média, o custo do material correspondeu a 62% e 97% do valor dos tratamentos usando PL e ENC, respectivamente.

O custo de restaurações com CIV ENC é maior quando comparado com o CIV PL, e tal diferença é mais acentuada em cavidades O.

(Apoio: CNPq  N° 140090/2022-3)
FC009 - Fórum Científico
Área: 4 - Odontopediatria

Apresentação: 08/09 - Horário: 13h00 às 17h30 - Sala: Sala Carvalho I

Custo-efetividade de materiais restauradores para molares permanentes com hipomineralização molar incisivo grave na perspectiva do SUS
Rosa TC, Silva FMF, Cavalcanti YW, Costa MC, Neves AA
Odontopediatria e Ortodontia UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Realizou-se uma análise de custo-efetividade de diferentes materiais restauradores para o manejo de molares permanentes com hipomineralização molar incisivo (HMI) grave na perspectiva do Sistema Único de Saúde (SUS). Foram construídos dois modelos: a árvore de decisão, considerando os custos e a taxa de sucesso após 1 ano e o Markov, considerando um horizonte temporal de 10 anos. Para os dois modelos, uma coorte hipotética de mil indivíduos foi gerada por meio de uma simulação de Monte Carlo. As tecnologias avaliadas foram: dois tipos de cimento ionômero de vidro (CIV), resina composta (RC) com diferentes sistemas adesivos, restauração temporária com CIV + RC e coroa de aço. As taxas de efetividade foram obtidas de ensaios clínicos randomizados e de coorte publicados na literatura. A técnica de microcusteio foi utilizada e os custos dos materiais foram obtidos de uma média dos valores praticados no comércio. Para ambos, uma variação de 5% foi utilizada. A razão de custo-efetividade incremental (ICER) e a medida de benefício monetário líquido (%NMB) foram obtidas, tendo como referência a opção terapêutica de menor custo. As tecnologias não dominadas foram: CIV de alta viscosidade (%NMB=0%), CIV encapsulado (%NMB= 19,7%) e CIV encapsulado + RC com adesivo convencional (%NMB=24,5%). O ganho de benefício do tratamento com CIV encapsulado + RC com adesivo convencional em relação ao CIV encapsulado foi pequeno (3,2%).

Dentro do horizonte de tempo e perspectiva investigada, o tratamento de melhor custo-benefício para a HMI grave no SUS foi a restauração com CIV encapsulado.

(Apoio: CAPES  N° DS 001  |  FAPs - FAPERJ  N° E-26/202.612/2019)
FC010 - Fórum Científico
Área: 4 - Odontopediatria

Apresentação: 08/09 - Horário: 13h00 às 17h30 - Sala: Sala Carvalho I

Cárie Dentária, Hipomineralização Molar Incisivo e Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Bucal: construção de um modelo teórico
Barros LVC, Bittencourt JM, Vale MPP, Tourino LFPG, Bendo CB
Odontopediatria UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo deste estudo foi construir um modelo teórico do impacto da cárie dentária e da hipomineralização molar-incisivo (HMI) na qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) de escolares. Foi realizado um estudo transversal representativo com 1181 escolares de 8-9 anos, em escolas públicas e privadas de Lavras, MG. A versão brasileira do Child Perceptions Questionnaire 8-10 foi aplicada aos escolares. O exame clínico foi realizado por um dentista calibrado para avaliar cárie na dentição permanente (critérios da OMS) e HMI (critérios da Academia Europeia de Odontopediatria). Os responsáveis responderam questionários sociodemográfico e sobre a história médica da criança. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG (398.792). Os dados foram analisados através da Modelagem por Equações Estruturais para estimar os efeitos diretos e indiretos entre as variáveis. O modelo estrutural demonstrou que quanto maior a gravidade do HMI (β = 1,796; p<0,001) e quanto menor a condição socioeconômica (β = -0,100; p=0,001), maior o número de dentes com experiência de cárie; quanto maior o número de dentes com experiência de cárie (β = 0,099; p=0,004) e pior a condição socioeconômica (β = -0,164; p<0,001), maior o impacto negativo na QVRSB das crianças. Observou-se uma associação indireta entre HMI e QVRSB, mediada pela variável número de dentes com experiência de cárie.

Conclui-se que cárie dentária, HMI e condição socioeconômica impactaram negativamente a QVRSB de escolares, sendo que HMI apresentou efeito indireto, através da experiência de cárie.