Siga-nos nas redes sociais:

RESUMOS APROVADOS

Modalidade:
Área:
Autores:
Palavra-Chave:


 2416 Resumo encontrados. Mostrando de 1 a 10


AO0001 - Apresentação Oral
Área: 5 - Dentística

Conjugado de ftalocianina com nanopartículas de quitosana: síntese, caracterização e fotoinativação de biofilmes de S. mutans
Cavalcante LLR, Tedesco AC, Curylofo-Zotti FA, Souza-Gabriel AE, Corona SAM
Odontologia Restauradora - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - RIBEIRÃO PRETO
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Este estudo teve como objetivo desenvolver/caracterizar a ftalocianina de cloro alumínio (ClAlPc) encapsulada em nanopartículas de quitosana (NQ) e avaliar suas propriedades antimicrobianas na terapia fotodinâmica (antimicrobial photodynamic therapy - aPDT) contra biofilmes de Streptococcus mutans. As NQ foram preparadas por geleificação iônica e os estudos de caracterização incluíram o tamanho das partículas, índice de polidispersão (IPd), potencial zeta, estabilidade acelerada, espectro de absorção e quantificação de ClAlPc. Os biofilmes foram formados em blocos de dentina bovina a 37°C por 48h em microaerofilia. A atividade antibacteriana e antibiofilme foi quantificada pelo número de Unidades Formadoras de Colônias por mL. Os biofilmes foram analisados por microscopia eletrônica de varredura (MEV). A carga bacteriana entre os grupos foi analisada pelos testes ANOVA e Tukey HSD (α = 0,05). A caracterização revelou que as nanopartículas de ClAlPc foram encontradas em escala nanométrica, com propriedades fotofísicas e fotoquímicas adequadas. A aPDT mediada pelo nanoconjugado ClAlPc + NQ mostrou redução significativa na viabilidade de S. mutans (1log10 UFC/mL) em comparação ao controle negativo PBS (p <0,05). A aPDT mediada por ClAlPc isolada foi semelhante ao PBS (p> 0,05). A MEV revelou que os biofilmes tratados com aPDT ClAlPc + NQ apresentaram alteração na morfologia bacteriana.
As nanopartículas de ClAlPc foram consideradas estáveis e a aPDT mediada pelo nanoconjugado ClAlPc + NQ foi eficiente contra o biofilme de S. mutans.
(Apoio: CAPES  |  FAPESP  N° 2019/05965-0)
AO0002 - Apresentação Oral
Área: 5 - Dentística

Influência de uma barreira catalizadora dupla na eficácia clareadora e citotoxicidade de um gel com 35% de H2O2 aplicado por variados tempos
Zuta UO, Duque CCO, Ribeiro RAO, Leite MLAS, Soares DG, Hebling J, De-Souza-costa CA
Prótese e Materiais Dentais - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - ARARAQUARA
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Foi avaliado a eficácia estética e a toxidade indireta de um gel clareador (GC) com 35% de peróxido de hidrogênio (H2O2) aplicado por diferentes tempos sobre esmalte recoberto com uma barreira catalizadora experimental dupla (BCED). Para isso, uma fita (F) e um primer (P) contendo 10 mg/mL da enzima horseadish peroxidase (HRP) foram desenvolvidos e aplicados sobre o esmalte de discos de esmalte/dentina adaptados em câmaras pulpares artificiais (n=8). Então, o GC gel com 35% de H2O2 foi aplicado sobre a BCED pelos períodos de 15 (G1), 30 (G2) e 45 min. (G3). Discos tratados apenas com o GC por 15 (G4), 30 (G5) e 45 min. (G6) ou não tratados (G7) foram usados como controles positivos e negativo, respectivamente. Após o clareamento, os extratos (meio de cultura + componentes do GC difundido pelos discos) foram aplicados por 1 h sobre células MDPC-23, o que permitiu avaliar a viabilidade e o estresse oxidativo (EOx) celular, bem como a alteração de cor (ΔE) provocada pelos tratamentos (ANOVA e Tukey; α=5%). Redução da viabilidade celular ocorreu em todos os grupos clareados em comparação a G7 (p<0.05). Esses efeitos foram menos intensos em G1 e G2 em relação a G4, G5 e G6 (p<0.05). Apesar de G3 ter apresentado o melhor resultado estético, em G1 esta propriedade clareadora foi semelhante a G6 (p<0.05).
Concluiu-se que o GC com 35% de H2O2, aplicado por 15 min. sobre o esmalte previamente recoberto com BCED foi esteticamente tão efetivo quanto o protocolo de clareamento de consultório (GC aplicado por 45 min.) e ainda reduziu a toxicidade causada por essa terapia profissional.
AO0003 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

Fibras ultrafinas de PCL associadas ao biovidro dopado: um novo biomaterial para engenharia tecidual
Kukulka EC, De Souza JR, Campos TMB, Prado RF, Carvalho LM, Villa-Diaz L, Timilsina S, Borges ALS
Materiais Odontológicos e Prótese - INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA / ICT-UNESP-SJC
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo foi sintetizar e caracterizar fibras ultrafinas de policaprolactona (PCL) associada a um novo biovidro 58S em duas diferentes rotas de produção, produzidas pelo processo de eletrofiação, a fim de selecionar a melhor rota para a incorporação de íons terapêuticos e avaliar as diferenças entre as rotas e a influência dos íos. Após a produção dos biovidros foram preparadas duas soluções contendo 0,4g de PCL diluída em 2 mL de acetona e acrescido 40% em massa de biovidro produzido pela rota Sol-Gel e Sol-Gel precipitado. Para o processo de eletrofiação foram utilizados três parâmetros fixos: 0,8mLhde razão de fluxo, 10kV de voltagem e 12cm de distância. As fibras foram caracterizadas morfologica, quimica e biologicamente. Os resultados obtidos foram utilizados para selecionar a rota mais satisfatória. Em seguida, foram produzidos biovidros pela rota Sol-Gel precipitado dopados com íons terapêuticos (MgO e Li2O). Após, foram preparadas soluções para cada biovidro produzido, foram submetidas ao processo de eletrofiação e as fibras às caracterizações realizadas anteriormente. Os biomateriais produzidos tiveram seus resultados comparados. A partir da análise dos dados foi possível confeccionar um novo biovidro à partir de duas diferentes rotas contendo íons terapêuticos e caracterizá-lo.
Foi observada a aplicabilidade da referida metodologia em confeccionar um biomaterial aprimorado, que agregue as propriedades osteoindutoras do biovidro ao PCL e às dos íons terapêuticos (trombogênese e melhor formação óssea), aplicável à regeneração óssea guiada.
(Apoio: CAPES)
AO0004 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

Efeito da escovação na resistência ao desgaste de dois tipos de zircônia monolítica
Simionato AA, Rodrigues RCS, Macedo AP, Ribeiro RF, Faria ACL
Dmdp - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - RIBEIRÃO PRETO
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da escovação dentária na resistência ao desgaste de dois tipos de zircônia monolítica: uma de alta translucidez que é imersa em solução para coloração antes da sinterização (SHT), e outra de alta translucidez pré-tonalizada (SHTC). As amostras foram divididas em dois subgrupos, sendo que um não foi submetido a escovação dentária (NE), enquanto outro foi submetido a 650.000 ciclos de escovação dentária a 180 ciclos/min em água/dentifrício na proporção 1/1 (E). Amostras cônicas e antagonistas planos foram obtidos por CAD/CAM e corte em cortadeira de precisão, respectivamente (n=10). As amostras foram submetidas a ensaio de abrasão em equipamento simulando oclusão, lateralidade e desoclusão. Foram realizados 300.000 ciclos em frequência de 1Hz sob carga de 20N para simular 1 ano de função mastigatória. A perda de altura foi avaliada antes e após ensaio em projetor de perfil. A perda de massa foi avaliada pesando as amostras antes e após o ensaio. Os resultados foram comparados por ANOVA de 2 fatores e teste complementar de Bonferroni (α=5%). Não houve diferença entre SHT e SHTC para perda de altura (p=0,235) e massa (p=0,120), mas amostras NE perderam mais massa e altura do que E (p<0,05). A interação zircônia*escovação foi significativa para perda de altura (p<0,05) e massa (p=0,002), demonstrando que na SHT não há diferença entre E e NE, mas na SHTC, NE apresentou maior desgaste do que E.
Os resultados sugerem que a escovação diminui o desgaste da zircônia, especialmente em SHTC.
(Apoio: FAPESP  N° 2017/15470-3)
AO0005 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

Transmissão de luz em diferentes comprimentos de onda através de materiais restauradores indiretos CAD/CAM com diferentes espessuras
Castro EF, Rueggeberg FA, Azevedo VLB, Andrade OS, Giannini M
Materiais Dentários - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do tipo e espessura de materiais restauradores indiretos CAD/CAM na irradiância (IR), absorção (AB) e coeficiente de absorção (CA) em diferentes comprimentos de onda. Amostras para cada material indireto (n=5) com diferentes espessuras (0,5; 1,0; 1,5; 2,0mm) foram obtidas e polidas com lixas de Al2O3 (600µm): Epricord; Cerasmart; Enamic; Lava Ultimate; Cerec Blocs; Celtra Duo; e.max; Rosetta; Suprinity. Com um espectro radiômetro (USB2000+) conectado a uma esfera integradora (Labsphere, abertura de 5mm-diâmetro), os espectros foram coletados com o software (Spectrasuite). O espectro de um fotoativador (FO) de arco de plasma foi obtido de 350-550 nm sem nenhuma amostra (Baseline). Espectros do FO foram obtidos também para cada amostra interposta entre a esfera e o FO. Os dados foram exportados para uma planilha (Excel) aonde IR, AB e CA foram calculados. Dados de IR foram submetidos à ANOVA 2 fatores e teste de Tukey (α=0,05). Dados de AB e CA em 400, 450 e 500nm foram plotados em função da espessura e o intervalo de confiança de 95% para cada gráfico foi calculado e utilizado para a análise estatística. Para todos materiais, a IR foi inferior ao Baseline, independente da espessura, reduzindo significativamente com o aumento dela. Para todos materiais, a AB aumentou e o CA diminuiu com o aumento da espessura. Os valores de AB e CA aumentaram quanto maior o comprimento de onda.
A IR, AB e CA foram influenciados pela espessura e tipo de material, sendo que a atenuação da IR pode prejudicar a polimerização do cimento resinoso.
(Apoio: CAPES  N° 001)
AO0006 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

Propriedades biológicas de biocerâmico reparador Bio-C Pulpo
Campi LB, Rodrigues EM, Torres FFE, Reis JMSN, Leonardo RT, Guerreiro-Tanomaru JM, Tanomaru-Filho M
Odontologia Restauradora - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - ARARAQUARA
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Bio-C Pulpo (BP) é um biocerâmico desenvolvido para pulpotomia em dentes decíduos e permanentes e base de restaurações. Este estudo avaliou propriedades físico-químicas e biológicas do BP em comparação ao MTA Repair HP (MHP) e BiodentineTM (BIO). Tempo de presa, radiopacidade, solubilidade, alteração dimensional e alteração volumétrica em microtomografia computadorizada (Micro-CT) foram avaliados. pH foi analisado após 1, 7, 14 e 21 dias. Células Saos-2 foram utilizadas para avaliar citotoxicidade por ensaio enzimático da desidrogenase mitocondrial MTT, vermelho neutro (VN) e migração celular; além do potencial bioativo por atividade de fosfatase alcalina (ALP) e vermelho de alizarin (ARS). Foram realizados testes ANOVA e Tukey ou Bonferron ( α=0,05). BP apresentou menor tempo de presa e maior radiopacidade que BIO (p<0,05). Apesar da maior solubilidade, BP apresentou aumento linear e perda volumétrica menor que o BIO (p<0,05). Todos materiais avaliados proporcionaram pH alcalino e citocompatibilidade nos testes de MTT e VN. BP demonstrou expressão de ALP semelhante ao grupo controle em 7 dias (p>0,05) e maior formação de nódulos mineralizados em 21 dias que HP e BIO (p<0,05). Os materiais apresentaram completa migração celular em 3 dias.
Conclui-se que Bio-C Pulpo apresenta reduzido tempo de presa, pH alcalino e radiopacidade maior que 3 mmAl. Apesar da maior solubilidade, demonstrou aumento dimensional e menor alteração volumétrica que Biodentine, além de biocompatibilidade e potencial bioativo, sugerindo seu uso como material reparador.
(Apoio: CAPES  N° 001  |  FAPs - Fapesp  N° 2017/19049-0, 2018/25364-9 )
AO0007 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

Avaliação das propriedades de resinas experimentais e o efeito de diferentes concentrações e funcionalizações de nanoestruturas de TiO2
Guimarães GMF, Bronze-Uhle ES, Lisboa Filho PN, Fugolin APP, Borges AFS, Gonzaga CC, Pfeifer CSC, Furuse AY
Dentística - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BAURU
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo foi caracterizar e avaliar a influência da adição de diferentes concentrações de nanotubos e nanopartículas de TiO2 funcionalizadas nas propriedades de resinas compostas experimentais. Nanoestruturas de TiO2 foram sintetizadas e funcionalizadas com 3-aminopropil trimetoxisilano (APTMS) e 3-Trimetoxisilil-Propeil-Metacrilato (TSMPM). Caracterizações foram realizadas através de DRX, EDS, MET e TGA. As resinas compostas contendo Bis-GMA / TEGDMA, CQ, DABE e partículas de vidro de bário-alumino silicato foram manipuladas de acordo com a nanoestrutura de TiO2 (nanotubos-NT ou nanopartículas-NP), concentração (0,3 ou 0,9% em peso) e funcionalização (APTMS ou TSMPM). O grau de conversão (DC - 0 e 24h), cinética de polimerização (Rpmax) e a microdureza Knoop (antes e após o amolecimento do etanol) foram avaliados. Os dados foram analisados por ANOVA a um critério com medidas repetidas e Tukey HSD (α = 0,05). Para DC, a resina, o tempo e o efeito da interação foram significativos (p <0,001). O maior valor de DC foi encontrado para nanotubos funcionalizados com 0,3% em peso às 24h. Todos os outros grupos apresentaram DC maior (p <0,05), exceto para NP-0,9% e NP-0,3%- APTMS. A Rpmax foi maior para NT-0,3%-APTMS. Para a dureza, as resinas, amolecimento do etanol e o efeito de interação foram significativos (p <0,001). A dureza diminuiu após o amolecimento do etanol em todos os grupos, exceto para os NT-0,3%-TSMPM, NT-0,9%-TSMPM E NP-0,3%.
Os NT-0,3%-TSMPM apresentaram o maior valor de DC após 24h, sendo também o material mais estável após o amolecimento do etanol.
(Apoio: FAPESP  N° 2017/23331-3)
AO0008 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

A incorporação de nanotubos de dióxido de titânio ao cimento de ionômero de vidro interfere na liberação de alumínio?
Morais AMS, Pecorari VGA, Gomes OP, Vieira-Junior WF, Peruzzo DC, Tabchoury CPM, Lisboa Filho PN, Kantovitz KR

Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O estudo in vitro quantificou a liberação de alumínio (Al) do cimento de ionômero de vidro convencional (CIV) incorporado de nanotubos de TiO2 (n-TiO2) submetido à desafio cardiogênico. Ao Ketac Molar EasyMix® - (KM) foi incorporado a concentração de 0 e 5% em peso de n-TiO2 e submetidos a ciclagem de pH por 7 dias. Avaliação da quantificação de Al foi realizada por meio de espectroscopia de raiosX por dispersão em energia (EDS) (% de átomos) e de espectometria de absorbância atômica (EAA) (μg Al/mL) no 1o, 2o, 3o, 5o e 7o dia (n=6). Dados foram submetidos aos testes ANOVA-dois critérios, Tukey, Mann-Whitney e Friedman (α=0,05). EDS mostrou proporções dominantes semelhantes de Al, silício e cálcio nos grupos 0 e 5%, enquanto o Ti não foi detectado. Os resultados demonstraram que não houve diferença na quantificação de Al entre CIV com ou sem n-TiO2 (p=0,9877), pré e pós ciclagem de pH (p=0,1838) e na interação entre material e a ciclagem (p=0,5408), bem como de silício, lantânio, cálcio e sódio. A quantidade em % de átomos de fósforo foi maior após a ciclagem de pH enquanto magnésio e cloro não foram quantificados. Na análise EAA, os dados revelaram que não houve liberação de Al em nenhum grupo ao longo do tempo na solução remineralizadora. Bem como, ausência de diferenças na liberação do Al nos grupos com n-TiO2 ao longo do tempo (p0,005).
A incorporação de 5% de n-TiO2 ao KM não alterou a quantidade de Al na superfície do CIV e nas soluções des e remineralizadoras, podendo esta nanotecnologia ser sugerida para reforço da matriz do CIV
AO0009 - Apresentação Oral
Área: 5 - Dentística

Efeito de diferentes níveis de magnificação da lupa Galilean sobre a postura de trabalho e atividade muscular em condição clínica simulada
Pazos JM, Regalo SCH, Vasconcelos PB, Garcia PPNS
Odontologia Social - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - ARARAQUARA
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

Avaliou-se o efeito de diferentes níveis de magnificação da lupa Galilean sobre a postura de trabalho em condições clínicas simuladas. Dentes artificiais (N=320) foram preparados segundo sistema de magnificação (olho nú, lupa Galilean de 2,5x, 3,0x e 3,5x) e dente (16, 26, 36 e 46). Para a avaliação postural utilizou-se o Compliance Assessment of Dental Ergonomic Posture Requirements, a medida do desvio angular do pescoço pelo Software Avaliação Postural e a atividade muscular pela eletromiografia de superfície dos músculos esternocleidomastoideo, trapézio descendente e trapézio ascendente, bilateralmente. Realizou-se ANOVA a dois fatores com pós-teste de Tukey e Games Howell (α=0,05). Observou-se menores valores de postura para o olho nú e dentes 36 e 46 (p<0,001) e maior desvio angular para o olho nú (p<0,001) e dentes 16 e 26 (p<0,001). A atividade muscular do esternocleidomastoideo bilateral não diferiu significativamente entre os sistemas de magnificação (p=0,470 e p=0,667, respectivamente) e os dentes (p=0,065 e p=0,791, respectivamente). O músculo trapézio descendente direito exibiu menor atividade com a lupa 2,5x e no dente 16 (p<0,001). O trapézio descendente esquerdo e trapézio ascendente bilateral diferiram significativamente só para os dentes (p<0,001), com menores valores nos dentes 36 e 46 (trapézio descendente esquerdo), 26 (trapézio ascendente direito) e 36 (trapézio ascendente esquerdo).
Concluiu-se que a magnificação influenciou a postura de trabalho apenas na adesão aos requisitos de postura ergonômica e no desvio angular do pescoço.
(Apoio: FAPs - Bolsa de mestrado FAPESP   N° 2019/02328-0)
AO0010 - Apresentação Oral
Área: 5 - Materiais Dentários

Avaliação do desgaste fisiológico da camada de caracterização aplicada sobre cerâmicas odontológicas
Matos JDM, Lopes GRS, Silveira MPM, Grangeiro MTV, Tribst JPM, Ramos NC, Anami LC, Bottino MA
Prótese Dentária - INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA / ICT-UNESP-SJC
Conflito de interesse: Não há conflito de interesse

O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento da camada de caracterização aplicada na superfície de zircônia de alta translucidez (YZHT), cerâmica feldspática (FD) e silicato de lítio reforçado com zircônia (ZLS) contra diferentes antagonistas. Discos de cerâmicas monolíticas (n = 120) (ø 12 mm; espessura: 1,2 mm; ISO 6872) foram divididos em 30 dos blocos YZHT e FD e 60 dos blocos ZLS (camada de coloração aplicada antes ou após o procedimento de cristalização). Os espécimes foram divididos em 12 subgrupos (n = 10) de acordo com os antagonistas: esteatita, cerâmica híbrida ou zircônia. Foram realizados ciclos mecânicos (1,5 x 104 ciclos; 15 N; deslocamento horizontal: 6 mm; 1,7 Hz). A diferença entre a rugosidade final e inicial (Ra, Rz e Rsm), os dados de perda de massa foram analisados individualmente por ANOVA 2 fatores e teste de Tukey (α = 0,05). A rugosidade das cerâmicas não apresentou diferença estatisticamente significante antes do desgaste, Ra (p = 0,3348), Rz (p = 0,5590) e Rsm (p = 0,5330). Após a simulação do desgaste, o parâmetro Ra não foi afetado pela interação entre o antagonista x cerâmica (p = 0,595). Os parâmetros Rz e Rsm foram afetados apenas pelos pistões antagonistas (ambos, p = 0,000).
As simulações aumentaram a rugosidade das cerâmicas sem que houvesse diferença entre elas no início ou no final dos testes. A queima adicional (2 etapas) do ZLS2 levou a uma maior quantidade de massa perdida. O material restaurador deve ser cuidadosamente selecionado, uma vez que os materiais apresentam diferentes desempenhos de acordo com o tipo de antagonista.
(Apoio: 2018/04454-0  N° FAPESP)