35ª Reunião da SBPqO
  Área Restrita
ASSOCIE-SE AQUI
E-mail:
Senha:
Esqueceu sua senha? Clique aqui
BUSCA:
Cursos e Simpósios / Lunch & Learning

CURSOS E SIMPÓSIOS LUNCH & LEARNING


Cursos e Simpósios

DOMINGO - 02/09/2018

HOW THE BONDING WAS DEVELOPED, AND WHAT'S THE NEXT?

Ministrador: Junji Tagami - TMDU - Japão



Horário: 08:00 - 10:30

CURSO - INTEGRIDADE EM PESQUISA ACADÊMICA, METODOLOGIA CIENTÍFICA E PLÁGIO

Ministradora: Sonia Vasconcelos – UFRJ



Horário: 10:00 - 11:30

SIMPÓSIO - ODONTOPEDIATRIA: AVANÇOS NO ENSINO E COMPREENSÃO DA DIETA

Coordenador: José Carlos Pettorossi Imparato – ABOPED

Ministradores:

Ana Estela Haddad FOUSP - Educação mediada por tecnologia

Isabela Almeida Pordeus - UFMG - Avaliação dietética no contexto de promoção de saúde



Horário: 10:00 - 11:30

CURSO COLGATE - BIOCORROSÃO: A VIDA MODERNA E SEUS IMPACTOS NA BOCA. APRESENTAÇÃO DE LANÇAMENTO DA LINHA ELMEX - A TECNOLOGIA SUIÇA DE PRODUTOS DE CUIDADO ORAL

Ministradores:

Paulo Vinicius Soares - UFU

Michael Schneider - Colgate

Patrícia Bella Costa - Colgate

** Será servido um "Lunch Box"

Patrocínio: Colgate



Horário: 11:00 - 13:00

SIMPÓSIO - ENDODONTIA E SAÚDE SISTÊMICA

Coordenador: Marco Antonio Hungaro – SBENDO

Ministradores:

Luciano Tavares Angelo Cintra - FOA-UNESP

José Antonio Poli de Figueiredo - PUC-RS

Ativadores:

Mario Tanomaru Filho - FOAR-UNESP



Horário: 15:30 - 17:00

CURSO - O QUE PRECISO SABER PARA CALCULAR A AMOSTRA DA MINHA PESQUISA ODONTOLÓGICA

Ministrador: Mauro Henrique de Abreu - UFMG

Resumo - A definição das unidades amostrais é uma questão central na elaboração de projetos de pesquisa odontológica nas áreas clínica, laboratorial e epidemiológica. Esse curso irá desenvolver conceitos básicos e aplicados, com utilização de softwares, para que o pesquisador possa desenvolver autonomia na realização do cálculo amostral do seu projeto de pesquisa.

Observação: O participante deverá trazer seu próprio notebook. Próximo ao evento, será enviado um e-mail com instruções aos inscritos.
 



Valor: R$ 60,00

Horário: 13:30 - 17:00

SIMPÓSIO - ODONTOLOGIA DIGITAL

Coordenadora: Altair A. Del Bel Cury – FOP-UNICAMP

Ativador: Guilherme Saavedra – ICT-UNESP

Ministradores:

Paulo Kano – SL MANDIC

Nelson Silva – UFMG

Marcio Zaffalon Casati – FOP-UNICAMP



Horário: 13:30 - 17:00

SIMPÓSIO - IV SIMPÓSIO LASER

Coordenador: Carlos de Paula Eduardo – FOUSP

Ministradores:

Silvia Cristina Nunez - Universidade Brasil - Terapia Fotodinâmica como alternativa antimicrobiana na odontologia

Fernanda de Paula Eduardo - Hospital Albert Einstein - Laserterapia em pacientes no Âmbito Hospitalar 

Nivaldo Antonio Parizotto - UFSCAR - Fotobiomodulação no reparo ósseo com ou sem biomaterial

Moderador: Sergio Eduardo Paiva Gonçalves- ICT-UNESP

Ativador: Jaime Aparecido Cury - FOP-UNICAMP



Horário: 15:30 - 17:00

CURSO - POR QUE USAR NORMAS TÉCNICAS? A IMPORTÂNCIA DAS NORMAS TÉCNICAS ISO NA PESQUISA CIENTÍFICA

Ministrador: Álvaro Della Bona - UPF



Horário: 15:30 - 17:00

SIMPÓSIO - CROSP

Coordenador: Marcos Jenay Capez – CROSP

Ministradores:

Mary Caroline Skelton-Macedo – FOUSP – Teste de Progresso na Odontologia

Marco Antonio Manfredini CROSP – Ensino à Distância na Saúde/Odontologia



Horário: 13:30 - 17:00


SEGUNDA - 03/09/2018

SIMPÓSIO - O DESAFIO DO CONTROLE DA INFECÇÃO ENDODÔNTICA

Coordenador: Marco Antonio Hungaro – SBENDO

Ministradores:

Brenda Paula Figueiredo de Almeida Gomes FOP-UNICAMP

Giulio Gavini – FOUSP

Ativadores:

Ericka Tavares Pinheiro FOUSP

Flaviana Bombarda de Andrade FOB-USP



Horário: 10:00 - 11:30

SIMPÓSIO INTERNACIONAL - WHAT HAVE WE LEARNED FROM RESEARCH AND TEACHING THAT CAN BE INTEGRATED INTO THE CLINICAL PRACTICE?

Coordenadora: Paulo Francisco Cesar - FOUSP

Ministradores:

Jeffrey W. Stansbury - University of Colorado Anschutz Medical Campus - 3D printing with polymers: Challenges among expanding options and opportunities

Cortino Sukotjo - University of Illinois - The evolution of predoctoral Implant. Program at UIC, College of Dentistry: a 12 years of experience



Horário: 08:00 - 11:30

SIMPÓSIO - O DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM MATERIAIS DENTÁRIOS NA INDÚSTRIA. CASE DE UM NOVO SISTEMA DE FOTOPOLIMERIZAÇÃO: SISTEMA APS - FGM

Ministradores:

Paulo Sérgio Quagliatto – UFU

Reginaldo Mendonça Costa – FGM

 

Patrocínio: FGM



Horário: 08:00 - 11:30

SIMPÓSIO - LETRAMENTOS EM SAÚDE BUCAL

Coordenador: Claudio Fernandes – UFF

Ministradores:

Monica Pinheiro UFRRJ - Alfabetização e Letramento - Definições e Usos na Educação

Liana Bastos Freitas-Fernandes - UFRJ - “Aprendendo a Sorrir” – Programa para uso de Letramentos em Saúde Bucal

Sandra Kalil - UNINOVE - Reflexões sobre a aplicação de princípios do letramento em saúde bucal no projeto SMILES AROUND THE WORLD do FDI & ABCD/APCD



Horário: 10:00 - 11:30

SIMPÓSIO - INTRODUÇÃO À PESQUISA QUALITATIVA: PORQUE, QUANDO E COMO.

Ministradores:

Efigênia Ferreira e Ferreira - UFMG

Andréa Maria Duarte Vargas - UFMG



Horário: 13:30 - 17:00

CURSO - DA PESQUISA IN VITRO PARA A CLÍNICA

Coordenador: Murilo Baena Lopes – GBMD

Ministrador:

Alessandro Dourado Loguercio - UEPG



Horário: 15:30 - 17:00

CURSO - HISTÓRIA E AÇÕES DA SOBEP - IMPORTÂNCIA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTOMATOLOGIA E PATOLOGIA ORAL NO AVANÇO DA PESQUISA

Ministradores:

Prof. Marcio Ajudarte Lopes - FOP-UNICAMP

Profa. Manoela Domingues Martins - UFRGS



Horário: 15:30 - 17:00


TERÇA - 04/09/2018

SIMPÓSIO - IMPACTO DO MARCO LEGAL NA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Coordenadora: Helena Bonciani Nader UNIFESP



Horário: 10:00 - 11:30

SIMPÓSIO - BIOMECÂNICA E OS DESFECHOS CLÍNICOS NA ODONTOLOGIA

Coordenador: Carlos José Soares UFU

Ministradores:

Josete Barbosa Cruz Meira FOUSP - Simulação de reabsorção óssea nos maxilares por sobrecarga mecânica

André Luiz Faria e Silva UFS - Biomecânica e o desempenho clínicos de dentes tratados endodonticamente

Carlos José Soares UFU - Biomecânica do trauma dental – Entendendo os desfechos clínicos decorrentes de lesões traumáticas.



Horário: 10:00 - 11:30

CURSO - INTERFACES ADESIVAS: DO MATERIAL AO SUBSTRATO

Coordenadora: Sílvia Maria Ribeiro de Alencar Gonçalves – GBPD

Ministradores:

Aline de Almeida Neves – UFRJ

Marcos de Oliveira Barceleiro UFF



Horário: 10:00 - 11:30

CURSO INTERNACIONAL - ACADEMIC WRITING: PERFECTING YOUR DRAFT

Coordenador: Valentim Adelino Ricardo Barão - FOP-UNICAMP

Ministradora:

Diana Hopkins - University of Bath (Inglaterra)



Horário: 08:00 - 11:30

CURSO - FUNDAMENTOS DA PESQUISA TRANSLACIONAL NA ODONTOLOGIA: UMA VIA DE MÃO DUPLA DA BANCADA À CLÍNICA

Ministrador:

Alexandre Rezende Vieira - University of Pittsburgh (USA)



Horário: 15:30 - 17:00

CURSO - SAÚDE BUCAL E QUALIDADE DE VIDA

Ministradora:

Maria Gabriela Haye Biazevic - FOUSP

Público-alvo: pesquisadores de diversas especialidades odontológicas que queiram incorporar mensurações do impacto que a condição bucal pode causar na qualidade de vida dos pacientes

Objetivo: O objetivo discutir o impacto que a qualidade de vida possui na saúde bucal em diversos contextos da Odontologia. Ademais, serão discutidos os métodos para avaliação da qualidade de vida na clínica e também a validação de instrumentos de qualidade de vida para diferentes realidades regionais.

Justificativa: A mensuração da qualidade de vida relacionada à saúde bucal deve ser realizada juntamente com a avaliação clínica do paciente, já que diversos fatores envolvem sua percepção de saúde e doença. Assim, neste século existe uma tendência à incorporação desses conceitos com o objetivo de realizar avaliações mais fidedignas do impacto que a condição bucal possui no indivíduo como um todo, em sua vida. Existem diversos instrumentos ao alcance do profissional para essa finalidade, e vamos orientar aqueles que desejem utilizá-los de maneira adequada, em cada especialidade clínica.

  1. Definições de qualidade de vida e funcionalidade.
  2. Avaliação da qualidade de vida em saúde bucal.
  3. Instrumentos disponíveis.


Horário: 15:30 - 17:00

CURSO - VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA EM SAÚDE BUCAL: AÇÕES A PARTIR DOS INQUÉRITOS EPIDEMIOLÓGICOS NACIONAIS

Coordenadora: Efigênia Ferreira e Ferreira - ABRASCO



Horário: 15:30 - 17:00


Lunch & Learning

DOMINGO - 02/09/2018

LL01 - ANÁLISE DE IMAGENS EM MICRO-CT APLICADAS À PESQUISA ODONTOLÓGICA

MINISTRADORA: Aline de Almeida Neves - UFRJ

Resumo: Nesta oportunidade, trataremos de aspectos básicos da aquisição e reconstrução de imagens de espécimes dentários através de microtomografia. Diferenças entre os substratos (esmalte, dentina, cavidade pulpar e alguns materiais dentários) serão exploradas assim como alguns protocolos de processamento e registro de imagens com o objetivo de facilitar a extração de atributos em 2D ou 3D. Plataformas de software livre serão apresentadas e uma breve discussão das várias aplicações da técnica na análise de substratos dentários (incluindo aplicações na avaliação da instrumentação endodôntica, conteúdo mineral dos tecidos dentários, contração de polimerização de compósitos e técnicas de remoção de cárie) será apresentada.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL02 - TRANSMISSÃO DE CÁRIE DENTÁRIA - EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS E SUAS REPERCUSSÕES NA PESQUISA, NA PRÁTICA CLÍNICA E NA SAÚDE PÚBLICA

MINISTRADORA: Branca Heloísa Oliveira - IMS/UERJ

Resumo: O conceito de cárie como doença infecciosa e transmissível estabelecido nos anos 60, a partir do estudos clássicos de Keys e Fitzgerald, tem tido implicações importantes para a pesquisa de estratégias dirigidas ao controle da doença, para a tomada de decisões clínicas quanto ao seu tratamento e  para as recomendações relacionadas à sua prevenção. Entretanto, desde a década de 90, pesquisadores e profissionais têm sido consistentemente desafiados a repensar esse conceito em virtude de novos achados relatados em inúmeras publicações científicas. Além disso, nos últimos 10 anos, os avanços proporcionados pelo Projeto Microbioma Humano, transformaram substancialmente o nosso entendimento sobre o papel dos microrganismos na saúde humana. O objetivo desta sessão “Lunch & Learning” é apresentar e discutir as melhores evidências científicas disponíveis sobre o conceito de cárie como disbiose. Além disso, vamos explorar o impacto dessa mudança conceitual na pesquisa em Cariologia e sua aplicação na prática clínica e na saúde pública.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL03 - A ACUIDADE DE DIFERENTES MÉTODOS DE PESQUISA APLICADOS ÀS DIFERENTES ETAPAS DO TRATAMENTO ENDODÔNTICO

MINISTRADOR: Manoel Damião Sousa Neto – FORP/USP

Resumo: Diferentes metodologias de pesquisa têm sido aplicadas na avaliação de cada etapa do tratamento endodôntico, incluindo a avaliação da anatomia, do preparo biomecânico e da obturação do sistema de canais radiculares, por meio de microtomografia computadorizada, nanotomografia computadorizada e tomografia computadorizada de feixe cônico, bem como a análise das propriedades físico-químicas dos materiais endodônticos, e o impacto destes na resistência de união da obturação à dentina radicular. Conhecer a acuidade dos métodos empregados e entender como estas metodologias de pesquisa se complementam é de grande importância na geração de novos conhecimentos, baseados em evidencias cientificas, que poderão contribuir no futuro para o estabelecimento de protocolos seguros para cada etapa da terapêutica endodôntica.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL04 - ACELERAÇÃO DA MOVIMENTAÇÃO DENTÁRIA EM ORTODONTIA: EVIDÊNCIAS ATUAIS

MINISTRADOR: Carlos Flores-Mir – Universidade de Alberta/Canadá

Resumo: Esta sessão Lunch & Learning irá focar o conhecimento translacional dentro de uma perspectiva clínica. Serão consideradas informações publicadas em revisões sistemáticas com e sem metanálise sobre movimento dentário ortodôntico acelerado. Será apresentada e discutida, de forma sucinta, coletânea de informações de dados descritivos referentes às principais evidências disponíveis sobre Corticotomias, bráquetes autoligados, vibração, Piezoincisão e fármacos.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL05 - ENSAIOS CLÍNICOS RANDOMIZADOS

MINISTRADOR: Cassiano Kuchenbecker Rösing - UFRGS

Resumo: As práticas em saúde necessitam estar embasadas na melhor evidência científica disponível. Os ensaios clínicos randomizados (ECR) são uma das formas de estudos com maior capacidade de geração de evidências. Muito se tem avançado no planejamento e na forma de reportar os ECR, para garantir que um estudo que se propõe a ser um ECR apresente realmente todas as suas virtudes. Nesse sentido, é importante que os pesquisadores tenham consciência e estejam preparados desde o planejamento para a melhoria da qualidade dos ECR, o que será objeto de discussão nessa atividade de Lunch & Learning.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL06 - CIÊNCIA DE IMPLEMENTAÇÃO E SAÚDE BUCAL

MINISTRADOR: Fernando Neves Hugo - UFRGS

Resumo: Estima-se que a incorporação de evidência na prática clínica leva cerca de 17 anos. Historicamente, essa diferença entre evidência e prática não tem sido o foco de interesse dos pesquisadores em saúde. Ainda que o reconhecimento da necessidade de pesquisa que se relaciona mais diretamente com problemas de saúde pública tenha aumentado nos últimos anos, a carreira ‘tradicional’ de um pesquisador de sucesso é baseada na publicação de pesquisa básica, sobre mecanismos ou ensaios clínicos em populações altamente selecionadas, em periódicos científicos de grande prestígio e alto impacto, sem que haja grande preocupação com  a adoção da evidência no cotidiano do clínico. A ciência de implementação representa uma resposta ao desafio de diminuir esse tempo e aumentar a incorporação de evidência na prática clínica. Foi definida como o campo da ciência em saúde que promove a aplicação de métodos sistemáticos para incorporação das evidências científicas e outras práticas baseadas em evidência na clínica para melhorar a qualidade do cuidado. O seu foco está na identificação, compreensão e superação de barreiras para adoção, adaptação, integração, aumento de escala e sustentabilidade de intervenções baseadas em evidências, de políticas púbicas e de diretrizes clínicas. Ainda que muitas áreas da saúde tenham produzido avanços significativos na ciência da implementação, seu uso ainda é muito limitado na odontologia. Isso, no entanto, representa uma oportunidade para o desenvolvimento de estratégias que resultem na melhoria da qualidade do cuidado em saúde bucal. Objetivo da Sessão Lunch and Learn: Apresentar a Ciência de Implementação, suas principais estratégias e aplicação na Odontologia. Método pedagógico: Apresentação dos conceitos fundamentais, seguida de discussão de caso aplicado à Odontologia..



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL07 - EXPLORANDO O PAPEL IMUNOREGULATÓRIO DAS CÉLULAS-TRONCO MESENQUIMAIS

MINISTRADORA: Cristina Cunha Villar - FOUSP

Resumo: Terapias baseadas no uso de células-tronco têm o potencial de se tornarem intervenções terapêuticas eficazes e únicas. O papel das células-tronco mesenquimais na regeneração periodontal, dentária e craniofacial tem sido demonstrado em estudos pré-clínicos e clínicos. No entanto, seu papel na imunorregulação ainda permanece pouco explorado. Embora a doença periodontal induza uma resposta inflamatória robusta, pouco se sabe sobre o potencial efeito das células-tronco mesenquimais na resposta inflamatória periodontal. O objetivo desta sessão será discutir o efeito das células-tronco mesenquimais no controle da inflamação.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL08 - TERAPIA DE FOTOBIOMODULAÇÃO NO REPARO TECIDUAL E EM DOENÇAS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO: BASES BIOLÓGICAS E PRÁTICA CLÍNICA

MINISTRADORA: Manoela Domingues Martins – UFRGS

Resumo: A terapia de fotobiomodulação (FBM) utiliza formas não ionizantes de luz, incluindo lasers, LEDs e luz de banda larga, no espectro visível e infravermelho para promover efeitos celulares fotofísicos e fotoquímicos em várias escalas biológicas. Nos últimos anos, inúmeros estudos vem sendo realizados e demonstram os efeitos benéficos desta terapia em nível tecidual, celular e molecular. O objetivo desta sessão será discutir com bases em pesquisas de alta qualidade metodológica os princípios biológicos da FBM, sua utilização para promover reparo tecidual e como estratégia preventiva e/ou terapêutica de lesões comuns do sistema estomatognático.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL09 - ESTUDOS MULTICÊNTRICOS: EM BUSCA DE RESPOSTAS PARA QUESTÕES CLÍNICAS EM ODONTOPEDIATRIA

MINISTRADORA: Soraya Coelho Leal – UNB

Resumo: A Odontologia Baseada em Evidência tem como principal objetivo levar o conhecimento gerado pela academia até o clínico, para que este, ao aplicar tais conhecimentos no seu dia a dia possa beneficiar diretamente seu paciente. Entretanto, grande parte dos procedimentos realizados ainda hoje carecem de evidência, não porque não funcionem, mas simplesmente pela falta de estudos clínicos com perguntas bem focadas e/ou bem delineados. Outra dificuldade importante refere-se à obtenção, em alguns casos, do número amostral necessário para se responder adequadamente ao objetivo primário do estudo. Este cenário é observado em todas as áreas da Odontologia, não sendo diferente na Odontopediatria. Um dos temas sobre o qual a literatura é controversa refere-se a protocolos restauradores para dentes decíduos. Dessa forma, esta atividade visa discutir com colegas interessados no tema quais perguntas precisamos responder e se a melhor forma de fazermos é por meio de estudos clínicos multicêntricos. Se for este o caso, como delinear tais estudos.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL10 - A REALIDADE DAS RESTAURAÇÕES CERÂMICAS MONOLÍTICAS: ADESÃO E SUAS INDICAÇÕES CLÍNICAS

MINISTRADOR: Marco Antonio Bottino – ICT/UNESP

Resumo: A prótese livre de metal é uma realidade que foi colocada no fim do século passado e com a grande evolução das cerâmicas e dos sistemas adesivos ganhou um imenso espaço de caráter irreversível. As cerâmicas evoluíram muito desde o seu inicio das Feldspáticas até as Zircônias estabilizadas por Ytrio e na atualidade as de ultra alta translucides, contribuindo para realizarmos trabalhos monolíticos e com estética tanto em dentes naturais com em implantes. Juntou-se as cerâmicas as maquinas de usinagem e os fornos de injeção das porcelanas fazendo uma combinação quase perfeita em relação a estética, justeza de adaptação, oclusão e longevidade dos nossos trabalhos restauradores. Associou-se a esta grande evolução os sistemas adesivos que deram da década de 1950 até agora um salto de qualidade que vieram definitivamente auxiliar os tratamentos protéticos reabilitadores. Enfim estamos diante de uma nova era, vamos tentar nesta reunião discutir a situação atual das cerâmicas monolíticas e dos sistemas de adesão frente a literatura e da nossa pequena experiência na pesquisa e na clínica.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00


SEGUNDA-FEIRA - 03/09/2018

LL11 - CÁLCULO DE TAMANHO DE AMOSTRA EM PESQUISAS ODONTOLÓGICAS

MINISTRADOR: Claudio Mendes Pannuti - FOUSP

Resumo: Nesta atividade, serão discutidos os princípios fundamentais para o cálculo do tamanho de amostra para pesquisas in vitro, em animais e em seres humanos (ensaios clínicos) na área da Odontologia. Serão apresentados softwares e sites que realizam cálculo amostral, e alguns exercícios serão realizados. Por isso, recomenda-se que os participantes tragam seus notebooks.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL12 - PERI-IMPLANTITE: UMA REVISÃO À LUZ DO CONHECIMENTO ATUAL

MINISTRADOR: Elcio Marcantonio Junior - FOAR/UNESP

Resumo: A peri-implantite tem suscitado um número cada vez maior de trabalhos. Nos congressos clínicos e científicos este tema tem ocupado lugar de estaque. No entanto, ainda existe uma grande lacuna no entendimento de sua etiologia, evolução, e principalmente no tratamento. Abordagens cirúrgicas ou não cirúrgicas, formas de descontaminação, uso local ou sistêmico de antimicrobianos, enxertos, membranas e outras formas são propostas, com resultados incertos. Os resultados a longo prazo também são pesquisados, porém ainda faltam dados com maior relevância. Nosso intuito é discutir estes dados.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL13 - DORES DE DENTE DE ORIGEM NÃO ODONTOGÊNICA; POR QUE O SISTEMA TRIGEMINAL AINDA ME CONFUNDE?

MINISTRADOR: Paulo César Rodrigues Conti – FOB/USP

Resumo: O sistema trigeminal é, dentre os pares cranianos, o responsável pelas manifestações das dores faciais, sendo o mais complexo entre todos eles, pois sofre a influência de diversos outros mecanismos neurais, inclusive dos primeiros nervos cervicais da medula espinhal. Este fato faz com que as informações que ascendem à córtex, em muitas vezes, sejam distorcidas, levando pacientes e profissionais a se confundirem no correto diagnóstico o que leva a terapias inadequadas e onerosas. As odontalgias respondem por aproximadamente 75% de todas as dores orofaciais. Existem, no entanto, outras manifestações dolorosas que se manifestam nos dentes, sem que o órgão pulpar ou tecidos periodontais estejam envolvidos na gênese da dor, o que altera completamente a estratégia de terapia. Dentre eles encontram-se as dores referidas, neuropatias, cefaléias primárias, entre outras. São discutidos mecanismos neurais, manifestações clínicas e terapia destes quadros álgicos.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL14 - QUANTO TEMPO DURA UMA RESTAURAÇÃO?

MINISTRADOR: Rafael Ratto de Moraes – UFPEL

Resumo: A atividade abordará o desempenho clínico de restaurações, estimativas de durabilidade dos tratamentos, fatores de risco associados a falhas e as evidências científicas mais atuais sobre materiais e técnicas aplicados à odontologia restauradora.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL15 - CEMENTO DENTAL NO CONTEXTO DA REGENERAÇÃO PERIODONTAL

MINISTRADOR: Francisco Humberto Nociti - FOP/UNICAMP

Resumo: Embora tenha havido avanços importantes no entendimento da homeostase do cemento dental, o papel deste tecido e sua biologia permanecem não completamente elucidados. O desenvolvimento de metodologias e técnicas celulares e moleculares avançadas possibilitou um melhor entendimento do comportamento do cemento dental em situações diversas como quando submetido às forças ortodônticas, em situações patológicas como a doença periodontal e até mesmo frente a regeneração tecidual. Ademais, estudos clínicos e em modelo animal sugerem que a presença do cemento dental pode ser um fator importante na modulação da resposta reparativa/regenerativa dos tecidos periodontais. Diante desse conjunto de informações, o objetivo dessa atividade será de apresentar a base conceitual para se propor modalidades terapêuticas que tenham como meta a reconstrução das estruturais periodontais de suporte centradas na presença do cemento dental.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL16 - CÁRIE NA PRIMEIRA INFÂNCIA E A IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO

MINISTRADORA: Ana Paula Pires dos Santos - UERJ

Resumo: A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde no Brasil recomendam o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade e complementado até os dois anos ou mais. Há consenso de que o aleitamento materno traz inúmeros benefícios para as crianças, as mães e a sociedade. Entretanto, apesar de controversa, a associação positiva entre o aleitamento materno prolongado e o risco de cárie dentária na dentição decídua têm sido enfatizada em estudos recentes. É importante, portanto, conhecer a melhor evidência científica sobre o assunto disponível no momento e discutir a qualidade dessa evidência, abordando também o papel de potenciais variáveis de confundimento, como o consumo excessivo de açúcar. Assim, poderemos orientar de forma responsável profissionais e pais sobre o tema, sem desencorajar a prática do aleitamento materno.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL17 - O DESAFIO DA DESINFECÇÃO DO SISTEMA DE CANAIS RADICULARES PARA O SUCESSO DA TERAPIA ENDODÔNTICA

MINISTRADORA: Marcia Carneiro Valera – ICT/UNESP

Resumo: As infecções endodônticas são polimicrobianas, com presença de micro-organismos Gram-positivos e Gram-negativos e predomínio de bactérias anaeróbias, associadas aos sinais/sintomas clínicos e à progressão das lesões periapicais. Assim, o sucesso da terapia endodôntica está diretamente relacionado ao combate desta infecção no sistema de canais radiculares. Esta palestra abordará os principais meios para a desinfecção, a fim de obter-se sucesso da terapia endodôntica em dentes com necrose pulpar e lesão periapical, como:

-substâncias químicas durante o preparo dos canais radiculares;

-procedimentos para potencializar a ação das substâncias químicas;

-uso e importância da medicação intracanal.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL18 - DENTIFRÍCIOS FLUORETADOS: SÃO TODOS IGUAIS?

MINISTRADOR: Jaime Cury - FOP/UNICAMP

Resumo: O uso de dentifrício fluoretado para o controle de cárie de esmalte de dentes decíduos e permanentes está fortemente baseada em evidência.

Flúor é agregado à formulações de dentifrícios na forma de sais e os mais comuns são: O fluoreto de sódio (NaF), o monofluorfosfato de sódio (MFP), o fluoreto estanhoso (SnF2) e o fluoreto de amina (AmF).

O íon flúor (F-) proveniente desses sais é o responsável pelo efeito físico-químico anticárie das formulações de dentifrícios, mas o F- não tem efeito antibacteriano quer seja contra cárie e muito menos no controle de outras doenças bucais.

Assim, para ter outros efeitos além do controle de cárie, é necessário que o cátion do sal de flúor usado na formulação tenha efeito antibiofilme ou que forme no esmalte produtos de reação diferentes daquele formado pelo F-. Se o cátion (Na+, Sn+2 ou Am+) é desprovido desse efeito será necessário agregar ao dentifrício outras substâncias com efeito preventivo-terapêutico.

Respondendo à pergunta antes da sobremesa: Não, os dentifrícios fluoretados não são todos iguais!



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL19 - USO DO GRADE EM REVISÕES SISTEMÁTICAS: AVALIAÇÃO DA CERTEZA DA EVIDÊNCIA E FORÇA DA RECOMENDAÇÃO

MINISTRADORA: Carolina de Castro Martins - UFMG

Resumo: O GRADE (Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluation) foi desenvolvido pelo GRADE Working Group da Cochrane, sendo uma abordagem sensível para avaliar a certeza da evidência e força da recomendação em saúde. O GRADE tem sido muito usado para por guidelines e revisões sistemáticas na área médica, embora ainda tenha sido pouco usado em odontologia. Desde 2006, a BMJ tem solicitado o uso do GRADE nas “Instruções para Autores”, a fim de encorajar os autores a fazerem uma avaliação criteriosa da evidência científica melhorando assim a qualidade das revisões sistemáticas publicadas. O objetivo deste Lunch & Learning é fazer uma introdução do GRADE para pesquisadores que estão interessados em começar a usá-lo em revisões sistemáticas de ensaios clínicos randomizados (ECR) e estudos observacionais. O GRADE pode ser usado através da plataforma GRADEPRO, mas seu uso requer extenso treinamento para julgamento da evidência através de seus critérios. O Lunch & Learning irá abordar qual é a aplicação do GRADE, seus objetivos, os níveis de evidências e seus critérios para julgar a evidência científica (risco de viés (risk of bias), inconsistência (inconsistency), imprecisão (imprecision), evidência indireta (indirectness)).



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL20 - ASSOCIAÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS BUCAIS E SISTÊMICAS: EVIDÊNCIAS DE ESTUDOS OBSERVACIONAIS

MINISTRADORA: Cecilia Claudia Costa Ribeiro - UFMA

Resumo: A cárie e as doenças periodontais estão associadas entre si e a outras doenças crônicas como obesidade, asma e aumento da pressão arterial, com início na infância e adolescência. Serão apresentadas evidências dessas associações a partir de estudos observacionais de base populacional e de estudos de coorte, utilizando ferramentas para análises epidemiológicas como: modelagem de equações estruturais, gráficos acíclicos direcionados e modelos estruturais marginais.  Os modelos teóricos serão explorados com base nas causas comuns (p.e. vulnerabilidade social e consumo de açúcares de adição) e nos mecanismos subjacentes a essas relações (inflamação sistêmica).



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00


TERÇA-FEIRA - 04/09/2018

LL21 - COMO A CONDIÇÃO PERIODONTAL PATERNA PODE ALTERAR A SAÚDE PERIODONTAL INFANTIL?

MINISTRADOR: Renato Corrêa Viana Casarin FOP/UNICAMP

Resumo: Tradicionalmente, sabe-se que a microbiota oral é adquirida a partir do nascimento, tendo uma íntima relação com a microbiota dos pais. Contudo, estudos mais recentes com tecnologias mais amplas tem demonstrado que a microbiota adquirida na infância em famílias com pais apresentando doença periodontal pode contribuir para a aquisição de uma microbiota mais patogênica, com uma resistência aos tratamentos usualmente aplicados na infância, podendo resultar em uma condição clínica desfavorável. Na sessão Lunch & Learning, abordaremos esses conceitos e estudos que tentam modular essa relação para uma condição de saúde periodontal familiar.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL22 - ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NOS TRAUMATISMOS DENTÁRIOS: DIAGNÓSTICO, TRATAMENTO E SEQUELAS

MINISTRADORA: Adriana de Jesus Soares - FOP/UNICAMP

RESUMO: O trauma dental é considerado uma situação de emergência odontológica, cujo tratamento requer medidas terapêuticas que variam de acordo com o tipo de trauma, condição pulpar, periapical e estágio de rizogênese do dente. Em todos esses casos, os pacientes devem ser acompanhados por longos períodos de tempo para que, mediante uma complicação tardia, o dentista possa agir em tempo hábil e contribuir para a manutenção do dente na cavidade oral. Portanto, é importante aprimorar os conhecimentos em diagnosticar e realizar atendimento emergencial em pacientes acometidos de traumatismos dentários.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL23 - ORIENTAÇÕES DA ACADEMY OF DENTAL MATERIALS PARA ENSAIOS LABORATORIAIS ENVOLVENDO COMPÓSITOS RESINOSOS

MINISTRADOR: Roberto Ruggiero Braga - FOUSP

Resumo: Em 2017, a Academy of Dental Materials publicou uma série de artigos com informações sobre os ensaios laboratoriais mais utilizados na avaliação de adesivos, cerâmicas e compósitos resinosos. De acordo com os autores “a principal motivação foi apresentar aos jovens pesquisadores informações complementares àquelas encontradas nas normas da ISO e em revisões de literatura.” Compósitos resinosos foram abordados em dois artigos:

Ilie et al., Academy of Dental Materials guidance – Resin composites: Part I – Mechanical properties. Dent Mater 33 (2017): 880-894.

Ferracane et al., Academy of Dental Materials guidance – Resin composites: Part II – Technique sensitivity (handling, polymerization, dimensional changes). Dent Mater 33 (2017): 1171-1191.

Neste Lunch & Learning o conteúdo destes documentos será apresentado aos participantes, discutindo-se as vantagens, desvantagens, detalhes e eventuais dúvidas sobre as principais metodologias usadas na avaliação laboratorial de compósitos resinosos.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL24 - POR QUE ALGUNS PACIENTES ESCOVAM OS DENTES E MESMO ASSIM TEM CÁRIE? O PAPEL DA SUSCEPTIBILIDADE INDIVIDUAL

MINISTRADOR: Alexandre Rezende Vieira - Universidade de Pittsburg - USA

Resumo: Em humanos, incluindo estudos em gêmeos, existe evidência de que cárie tem um componente genético. A prevalência da doença vem consistentemente decaindo, apesar do alto consumo de açúcares, provavelmente pela exposição ao flúor. Todavia, ainda existem indivíduos que apresentam a doença. No estudo de Vipeholm, ficou claramente estabelecido que quanto mais açúcar se consome, mais lesões de cárie em média se tem, mas mesmo assim algumas pessoas (em torno de 20%), não desenvolveram nenhuma lesão de cárie. O que estava protegendo àquelas pessoas? Nessa sessão, será discutido como susceptibilidade individual à doenças, e à cárie mais especificamente, podem ser entendidas, e como os vários aspectos da patogenia da doença (estrutura do esmalte, colonização por microorganismos, qualidade da saliva, e comportamento) são influenciados por genes.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL25 - REVISÕES SISTEMÁTICAS E META-ANÁLISES DE ENSAIOS CLÍNICOS RANDOMIZADOS

MINISTRADORA: Alessandra Reis - UEPG

Resumo: O objetivo deste Lunch & Learning é apresentar os passos básicos envolvidos no desenvolvimento de uma revisão sistemática com ou sem meta-análise e também discutir as críticas que geralmente são apresentadas a este tipo de metodologia. A professora também estará disponível para aconselhamento em algum tipo de dúvida que os participantes possam ter na respectiva metodologia.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL26 - HIPOMINERALIZAÇÃO MOLAR-INCISIVO: EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS E DESAFIOS

MINISTRADORA: Marina de Deus Moura de Lima - UFPI

RESUMO: Hipomineralização molar-incisivo (MIH) corresponde a defeito qualitativo do esmalte dentário que afeta primeiros molares permanentes frequentemente em associação com incisivos permanentes. A prevalência desta condição tem sido bastante variável, com frequência global estimada em 14,2%. Indivíduos com MIH têm 2.1 a 4.6 mais chances de desenvolver cárie dentária e representa problema de saúde pública silencioso, com encargo socioeconômico substancial e que afeta a qualidade de vida dos que a possuem. O diagnóstico precoce de dentes com MIH possibilita a adoção de condutas preventivas a fim de evitar desintegração pós-eruptiva do esmalte hipomineralizado, diminuindo a possibilidade de desenvolvimento de lesões cariosas. Desta forma, promover saúde bucal bem como prestar tratamento curativo e preventivo a esse grupo peculiar de indivíduos representa um grande desafio ao cirurgião dentista. O objetivo deste curso é discutir as evidências científicas atuais sobre a hipomineralização molar-incisivo.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL27 - EMPREGO DO ULTRASSOM NA OTIMIZAÇÃO DO TRATAMENTO E RETRATAMENTO ENDODÔNTICO

MINISTRADOR: Marco Antonio Hungaro Duarte – FOB/USP

Resumo: Será abordado sobre o emprego do ultrassom na otimização da limpeza e aumento de paredes tocadas durante o preparo biomecânico dos sistemas de canais radiculares. Será discutido também como o ultrassom melhora a eficiência da medicação intracanal e o preenchimento na obturação endodôntica. Serás versado também sobre a eficiência do ultrassom durante retratamento endodôntico aumentando de forma eficiente a limpeza e redução de material obturador.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL28 - HALITOSE EM CRIANÇAS E JOVENS: DIAGNÓSTICO, EVIDÊNCIAS E NOVAS PROPOSTAS DE TRATAMENTO

MINISTRADORA: Sandra Kalil Bussadori – UNINOVE

Resumo: Nessa conferência será realizada a abordagem dos tipos de halitose e causas mais evidentes em crianças e jovens; níveis de evidência dos estudos na literatura e diferentes tratamentos propostos.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL29 - CRONOBIOLOGIA APLICADA A PRÁTICA ODONTOLÓGICA

MINISTRADORA: Júnia Maria Serra-Negra - UFMG

Resumo: Cronobiologia é uma ciência que diz que o organismo funciona segundo o compasso da natureza. O humor, a temperatura, o sono e os hormônios são comandados pelo relógio biológico interno do ciclo circadiano dia/noite. Estes ciclos podem variar em cada indivíduo segundo suas preferências individuais, o que caracteriza o cronotipo pessoal. Algumas pessoas apresentam maior energia no ciclo matutino e outras são mais noturnas. Forçar o relógio biológico interno a funcionar fora do seu padrão pessoal de cronotipo pode desencadear o estresse. Estresse afeta a saúde!  No campo da odontologia esta temática tem sido estudada associada aos hábitos alimentares, de higiene bucal, cárie, bruxismo, desordens do sono, vícios em tecnologias digitais e hábitos orais. Conhecer o cronotipo pessoal do dentista e também do seu paciente pode até colaborar na adaptação comportamental durante o atendimento odontológico. Este é um campo novo na odontologia que ainda há muito a explorar.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

LL30 - OPÇÕES REABILITADORAS PARA PRÓTESES SOBRE IMPLANTES: ABORDAGEM CRÍTICA

MINISTRADORA: Fernanda Faot - UFPEL

Resumo: Atualmente existe uma grande preferência dos pacientes para com as opções de tratamento minimamente invasivas para a reabilitação de pacientes com edentulismo total e/ou parcial por meio de próteses implantossuportadas sem a utilização de enxertos ósseos.  Neste sentido, diversas abordagens cirúrgicas e protéticas encontram-se disponíveis como: cirurgias sem retalho para a instalação de implantes, técnicas de expansão cirúrgica de rebordo alveolar, implantes curtos e ultra-curtos, implantes de diâmetro reduzido, mini-implantes, planejamento de numero reduzido de implantes, instalação de implantes inclinados e fixações zigomáticas. O objetivo dessa sessão será discutir o estágio atual das pesquisas clinicas referentes a opções reabilitadoras não-invasivas para o paciente edêntulo com foco na previsibilidade e longevidade das mesmas, discutir os aspectos biomecânicos relacionados a reabilitação protética e possíveis variáveis de desfecho apropriadas para avaliar o desempenho destas opções de tratamento.



Horário: 11:45 - 13:00
Valor: 100,00

A Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO é uma Associação sem fins lucrativos, fundada em 05 de maio de 1983. A SBPqO é a Divisão Brasileira da International Association for Dental Research – IADR. Atualmente é a maior divisão na América Latina e uma das mais representativas da IADR no mundo.

+55 (11) 3091-7855
sbpqo@sbpqo.org.br
sbpqo.secretaria2
facebook.com/sbpqooficial
AV. LINEU PRESTES, 2227
CIDADE UNIVERSITÁRIA - SÃO PAULO / SP
CEP: 05508-000
© 2018 Todos os direitos reservados da SBPqO